Seguidores

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Deputado pode complicar vida de vereador que veio de Mato Grosso em Novo Progresso


O vereador Marconi (PSDB), foi indicado pela Câmara Municipal de Novo Progresso para representar o Legislativo diante desta situação criada após edição da MP-756 de 20 de dezembro de 2016. Marconi veio da Cidade de Sinop no estado do Mato Grosso para Novo Progresso, onde se elegeu vereador na ultima eleição em 2016.
Marconi da Unika
Marconi  deve enfrentar vida difícil no município. Isso porque um Deputado que mandou áudio pedindo voto para eleição do vereador na campanha eleitoral, divulgou nota que vai entrar com pedido de anulação da MP-756 na Câmara Federal. Esta medida causaria um terror para os proprietários de área naquela região onde foram liberados da "Flona Jamanxim". Estima-se que mais de 270 famílias foi beneficiada com a MP-756. Uma comissão foi formada para apresentar medidas, emendas, propostas para alterar a MP-756, em nenhum momento eles querem que seja anulada a Medida Provisória!
Conforme informação que chegou no Blog, a solicitação ao Deputado Federal  Nilson Leitão (PSDB/MT) daquele estado , foi feita pelo vereador Marconi (PSDB), que residia na cidade de Sinop naquele estado e se elegeu em Novo Progresso.
Veja Nota            do Deputado
Dep.Nilson Leitão(PSDB)
O deputado federal Nilson Leitão (PSDB), disse, em entrevista, que vai propor, ao dialogar com ministro do Meio Ambiente Sarney Filho (PV) para intervir na Medida Provisória 756/2016 que alterou os limites de quatro Unidades de Conservação e criou uma nova no sudoeste do Pará para viabilizar o traçado e construção da ferrovia “Ferrogrão”.

“Ocorre que a medida provisória pretende ampliar uma área de preservação ambiental. Com isso, acabará atingindo levando um prejuízo enorme para região do Pará. Existem muitos empresários de Mato Grosso que possuem áreas no município de Novo Progresso. Por isso, tivemos debatendo essa situação como ministro da Agricultura Blairo Maggi. Além disso, pediremos ao ministro do Meio Ambiente Sarney Filho,para rever essa situação ou derrubaremos a medida provisória em plenário. Vamos trabalhar para que seja derrubada essa media provisória”, disse Leitão.


Gelson Dill, Blairo Maggi e Flexa Ribeiro

O interessante neste momento e deixar bem claro para população, que nos não queremos que anule a MP-756, “QUEREMOS QUE O GOVERNO ACATE NOSSAS Reivindicações QUE SERÃO PROTOCOLADAS COMO EMENDA NA COMISSÃO QUE TRAMITA À MP-756 NA CÂMARA FEDERAL,disse vice-prefeito Gelson Dill (PMDB) que esta liderando o movimento em Brasília.