Seguidores

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Prefeito mente: FPM não reduziu em Novo Progresso


Dinheiros não diminuíram não senhor, como diz o Prefeito Joviano de Almeida de Novo Progresso

 
Ilustrativa
A População fica tremula e indecisa ao ouvir os constantes pronunciamento do Prefeito  anunciando que não tem dinheiro para pagar isto ou aquilo.



Há cerca de 12 anos, no trabalho com a imprensa e ao meio político local , cansei de ouvir entrevistas muitas das vezes  transmitida pela emissora de rádio ,  onde algumas administrações de nosso  município espalhavam que os mesmos estavam “quebrados”. Também naquela época, apesar de já obrigados, não mostravam a prestação de contas.



Daquela época para os dias de hoje pouco mudou,  o atual (Joviano ) copia historias e espalha mentiras que  o respectivo FPM (Fundo de Participação do Município) diminuiu em seu mandato.



 A prefeito Joviano de Almeida tenta ludibriar a cabeça dos progressenses com esta mentira.
Foi o que presenciamos nesta quinta-feira (28), no gabinete do prefeito de Novo Progresso Joviano de Almeida, em reunião com  os prestadores de serviço do transporte escolar, secretario de educação e vereadores para tratar sobre a divida pendente do ano de 2015.
Os empresários saíram da reunião sem uma solução de pagamento da divida que chega a R$ 380.000,00 (trezentos e oitenta mil reais), o prefeito não fez nem proposta de parcelamento porque disse que não tem dinheiro e não sabe quando entra dinheiro e se entrar, não sabe se vai poder pagar.

  Nesta sexta-feira (29)  o município recebeu do FUNDEB R$ 1,875,950,98  (um milhão oitocentos e setenta e cinco mil, novecentos e cinquenta reais e noventa e oito centavos) e pagou referente a divida de R$:380 mil a importância de R$:40 mil reais.

Joviano já disse: “Não tem dinheiro no Município, eu não tenho Arvore de  Dinheiro” 
Joviano disse na reunião: “Nunca vai sentar nesta cadeira prefeito mais honesto que eu, pode sentar outro igual , mas mais honesto nunca”.

"FPM caiu pela metade , o ICMS caiu pela metade e as despesas aumentaram".



Diante deste fato O blog com o Jornal Folha do Progresso procurou checar os números no Portal da Transparência, fazendo uma analise comparando  o período  do mandato do Prefeito Osvaldo Romanholi até o dia de hoje no comando do Prefeito em exercício Joviano de Almeida.


Veja os dados:


FPM no período de maio/2014 a janeiro 2015 – Prefeito Osvaldo Romanholli
Maio/2014: 1.271.589,51
Junho/2014: 953.610,05
Julho/2014: 819.030,38
Agosto/2014: 994.982,56
Setembro/2014: 872.185,40
Outubro/2014: 824.305,03
Novembro/2014: 1.091.073,12
Dezembro/2014: 1.754.888,56
Janeiro/2015: 1.331.466,67
Total do Período: R$ 9.913.131,28

(Dados do Banco do Brasil)

 
FPM no período de maio/2015 a janeiro de 2016 – Prefeito Joviano de Almeida

Maio/2015: 1.312.837,31
Junho/2015: 1.142.301,54
Julho/2015: 1.000.618,42
Agosto/2015: 989.267,23
Setembro/2015: 824.758,25
Outubro/2015: 938.711,59
Novembro/2015: 1.059.879,07
Dezembro/2015: 1.795.133,30
Janeiro/2016: 1.150.877,62
Total do Período: R$ 10.214.384,33
(Dados do Banco do Brasil)

Podemos verificar que no repasse do FPM ao município de Novo Progresso no período do prefeito Joviano de Almeida veio R$ 301.253,05 (trezentos e um mil, duzentos e cinquenta e três reais e cinco centavos) a mais do que o mesmo período do ex-prefeito Osvaldo Romanholli, provando que a diminuição do repasse em sua gestão não condiz com a realidade. Mentira!



Diferente que vem anunciando o Prefeito Joviano de Almeida o dinheiro até aumentou. Pouco, mas aumentou, “inclusive dá para pagar as despesas” e o Prefeito Joviano reclama que  o dinheiro tinha diminuído pela metade.Mentira!



Também divulga o Prefeito Joviano que com a diminuição do FPM o Município não tinha recurso para manter os serviços básicos como coleta de lixo, transporte escolar entre outros.  Em nenhum momento encontramos  redução, quando comparados os exercícios, atual e anterior. Então, por que o prefeito não mostra a prestação de contas?”. Com o acesso à prestação de contas, a população do  município poderia verificar quanto dinheiro era ou é arrecadado e como ele era ou é gastado.



O que podemos imaginar com  a situação acima descrita que o prefeito de Novo Progresso gasta dinheiro público para distorcer a verdade dos fatos e desinformar a população. É essa artimanha usada pela atual gestão. Se os Vereadores ,  ministério público, como algumas promotorias de justiça fazem, e o Tribunal de Contas Municípios agissem, os ex e os atuais gestores de Novo Progresso já haveriam sido punidos, por uso ilegal e ilegítimo de recursos públicos de “falidos” municípios para propagandear inverdades e não ações e atitudes de real interesse público.  E por que não  enquadrar no  ato de improbidade administrativa?



Mas..



Partindo-se para o objetivo deste texto, AUTO PERGUNTA-SE: “O FPM diminuiu ou não?”, RESPONDE: Não! O FPM não diminuiu, quando comparado os mesmos períodos de 2013,2014,2015,2016 conforme pesquisa por gestores na matéria: Ai o atual gestor Joviano de Almeida anuncia (Mentira!) que “Com redução no repasse do FPM, vai ser obrigado a demitir funcionários e cortar salários”, declarou a imprensa local.



Esta artimanha para tentar enganar os Progressenses tem QUE SER  rebatida com a VERDADE.

 "DINHEIROS DE NOVO PROGRESSO  NÃO DIMINUÍRAM E A CAUSA DO DESCALABRO É MÁ GESTÃO MESMO, HÁ MUITO DENUNCIADA”.

 “É MENTIRA! DINHEIROS DE NOVO PROGRESSO  NÃO DIMINUÍRAM”

Moral da história: Não só o FPM aumentou, mesmos após sofrer maior desconto, mas também aumentou o conjunto dos repasses, quando comparados com o mesmo período de 2014, com 2015 até 2016 como tu podes ler acima FPM  abaixo o ICMS.



Quanto a alguns dos dinheiros repassados pelo estado, que o prefeito não diz nem aos céus, são : ICMS, IPVA, royalties e IPI, afora os outros recursos que o Estado pode transferir e que podem ser verificados na prestação de contas de cada ano. Esses dinheiros também já aumentaram no período. Falta o prefeito prestar conta. Porque não presta conta?
Veja os Números
ICMS no período de maio/2014 a janeiro de 2015 – Prefeito Osvaldo Romanholli
Maio/2014: 680.473,62
Junho/2014: 718.903,14
Julho/2014: 718.903,14
Agosto/2014: 768.715,87
Setembro/2014: 749.899,18
Outubro/2014: 765.685,96
Novembro/2014: 812.038,18
Dezembro/2014: 1.099.324,02
Janeiro/2015: 941.434,59
Total do Período: R$ 7.254.949,92

ICMS no período de maio 2015 a janeiro de 2016 – Prefeito Joviano de Almeida
Maio/2015: 825.589,43
Junho/2015: 840.598,98
Julho/2015: 825.645,70
Agosto/2015: 873.838,09
Setembro/2015: 882.910,61
Outubro/2015: 886.070,65
Novembro/2015: 914.022,22
Dezembro/2015: 948.594,41
Janeiro/2016: 984.654,07
Total do Período: R$ 7.981.924,16
 
Podemos verificar que no repasse do ICMS ao município de Novo Progresso no período do prefeito Joviano de Almeida veio R$ 726.974,24 (Setecentos e vinte e seis mil, novecentos e setenta e quatro mil reais e vinte e quatro centavos) a mais do que o mesmo período do ex-prefeito Osvaldo Romanholli, provando que a diminuição do repasse em sua gestão não condiz com a realidade.

Joviano comenta aos bastidores que fará uma prestação de contas para população, mas não informa quando.