Seguidores

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Nova Serra Pelada

Policiais controlavam prostitutas e extorquiam garimpeiros em MT, diz PF
Pepitas de ouro foram pegas em garimpo
(Foto: Júlio Cezar Ferreira de Souza/ Arquivo pessoal)

Operação cumpre 10 mandados de prisão- Polícia Federal prepara ação para desocupação total de garimpeiros

Policiais extorquiam garimpeiros e controlavam comércio em MT
Operação 'Corrida do Ouro' é feita pela Polícia Federal nesta sexta-feira.
PF diz que policiais extorquiam comércios no garimpo e até prostitutas.
Policiais que comandavam garimpo ilegal são alvo de operação da Polícia Federal
Policiais civis e militares, alvos da operação 'Corrida do Ouro', feita pela Polícia Federal nesta sexta-feira (6), extorquiam garimpeiros e controlavam o comércio em geral que foi montado na Serra da Borda, em Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá. A informação foi divulgada pelo delegado da PF que preside as investigações, Ronald da Silva de Miranda.

Os policiais investigados fariam parte de uma organização criminosa que extraía e comercializava o ouro extraído ilegalmente do garimpo. A PF tenta cumprir 10 mandados de prisão, 30 mandados de busca e apreensão e cinco mandados de condução coercitiva em Cuiabá, Pontes e Lacerda e Cáceres, a 220 km da capital.

Além dos policiais, um vereador também é alvo da operação. O delegado Ronald da Silva de Miranda informou que os nomes dos envolvidos não serão divulgados. “A operação é decorrente das atividades ilícitas da extração de ouro na cidade de Pontes e Lacerda. Já havia uma decisão judicial para interromper as atividades no garimpo e essas pessoas, mesmo antes da decisão judicial e após a decisão judicial, continuaram desenvolvendo as atividades”, disse o delegado.

Durante as investigações os policiais identificaram uma espécie de organização criminosa que comandava a extração e comércio interno no garimpo. Continue lendo AQUI