Seguidores

terça-feira, 30 de junho de 2015

Qualificar vereador é afrontar o Legislativo



Profissão Vereador 

Prefeito e Eleitores devem entender o papel do vereador como ator primordial para a cidade e fugir de generalizações simplistas de que todos são corruptos.

Um prefeito não pode qualificar  vereador ou escolher ou impedir de fiscalizar a coisa publica.

Vereador que puxa saco de prefeito e conivente com o descaso em Novo Progresso.
Ilustrativa


Para mim que já passei por lá , qualifico atitude o prefeito cassado como um afronto ao legislativo progressense, anteriormente ele denunciou seis , em entrevista coletiva saiu em defesa que os três que ficaram foram não seriam corruptos e não participavam da quadrilha acusado por ele.

Agora passado alguns dias da coletiva já com desfecho de um dos quatro processos de investigação que tramita no legislativo, Romanholi sai em defesa de dois e acusa outros sete(7), mudou ou não fizeram o gosto dele?!


Tenho que elogiar o trabalho dos vereadores independente quem votou favor ou contra todos estão de parabéns pela atitude de esclarecer a população o que realmente acontece com a coisa publica. "Elogio especial" ao Presidente da Câmara Municipal Vereador Macarrão  (PT) que não se ajoelhou as ameaças do cassado e deu força aos demais companheiros para se  fazer Justiça. Parabéns!  
A população tem que apoiar e daqui pra frente acompanhar mais e exigir que nosso dinheiro seja aplicado em beneficio de nossa cidade. Ninguem aceita mais erros...
Este exemplo deverá ser seguido aos próximos que pretendem entrar na vida publica e administrar nossa cidade, prefeito nenhum pode impedir que o legislativo fiscalize seu mandato é para isto que foram eleitos , o reclame do prefeito nãos serve para nada,  deveria antes esclarecer as denuncias e provar que não deve, neste caso ele foi omisso e assumiu os erros, fugiu covardemente, agora vai pagar – a partir de hoje seu nome (Osvaldo Romanholi)  já esta incluso nos ficha suja  com a pena de oito anos fora da vida pública e ainda vai ficar pendente dos outros processo que o Ministério Publico e o TCM (Tribunal de Contas do Municípios) devera obriga-lo a devolver o dinheiro e se possível coloca-lo na cadeia após concluir que realmente desviou dinheiro publico do povo progresense.
Opinião:
Com os avanços da tecnologia de informação, a participação da sociedade pode ser repensada, abrindo-se canais de diálogo que extrapolem a presença física e que permitam aos munícipes participar não só como espectadores passivos da atuação dos parlamentares, mas como cidadãos ativos e com direito à fala, mesmo à distância.
Leia :Prefeito cassado comenta sobre decisão da Câmara de Vereadores