Seguidores

sábado, 30 de maio de 2015

Preso na operação Castanheira é condenado pelo MPF

Edivaldo Dalla Riva (Paraguayo) (foto -MPF)
Edivaldo Dalla Riva (Paraguayo) é condenado a pagar R$2,6 mi

A Justiça Federal condenou nesta sexta-feira (29) o empresário um dos empresários acusados pelo desmatamento ilegal em 2009 de 559 hectares de área federal em Novo Progresso, no sudoeste do Pará. A sentença foi deferida pelo juiz federal em Itaituba Ilan Presser.
Edivaldo Dalla Riva, o ‘Paraguaio’, terá que pagar R$ 2,6 milhões em danos materiais e morais. Ele é um dos presos em fevereiro deste ano pela operação Castanheira, deflagrada em agosto de 2014 pela Polícia Federal (PF), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Receita Federal e Ministério Público Federal (MPF).
Sentença foi publicada nesta sexta-feira (29)
A organização da operação Castanheira considerava o grupo que Dalla Riva participava um dos que mais causaram danos à floresta Amazônica.

Na sentença, o juiz Ilan Presser observou que, mesmo tendo conhecimento pessoal da autuação ambiental, Dalla Riva não adotou nenhuma medida para a regularização ambiental da área degradada, o que mostrou a necessidade de que a pena fosse pagamento em dinheiro.
Leia mais AQUI