Seguidores

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Presidente da Câmara defende vereador que reclama de salário no PA

Presidente da Câmara diz que discurso do vereador está fora de contexto.
Vereador Odilon Rocha de Sanção

Maior parte da população de Parauapebas vive com renda de R$ 433.

Na cidade de Parauapebas, sudeste do Pará, a maior parte da população vive com renda mensal de R$ 433, segundo o IBGE. Apesar disso, o vereador Odilon Rocha de Sanção (SDD) disse, na sessão do dia 24 de abril, que 'mal dá para sobreviver' com o salário de aproximadamente R$ 8 mil pago aos parlamentares,
já com os devidos descontos (veja vídeoAQUI).

    'Mal dá para sobreviver', diz vereador de Parauapebas sobre salário de R$ 10 mil

A declaração do vereador causou polêmica na cidade, mas ele foi defendido pelo  presidente da Câmara, Ivanildo Braz - que é do mesmo partido de Odilon. "A declaração dele não foi só a parte do vídeo. Ele dá a explicação total. O vereador em sequência explicou a linha da raciocínio dele, e comparou o salário com o dos secretários", disse.

Parauapebas tem mais de 200 mil habitantes. A Câmara é composta por 15 vereadores. Cada parlamentar recebe salário bruto de R$ 10.013, além de R$ 2.800 para despesas com combustível e R$ 1 mil para custear ligações telefônicas. O salário total chega a R$ 13.800, mas a quantia pode aumentar com o pagamento de diárias de viagens, que variam de R$ 300 a R$ 800.

Para Valdino Silva, que sustenta cinco filhos com o que ganha como barbeiro, a manifestação do vereador é absurda. "Eu, que não ganho nem R$ 500, não estou reclamando. Achei injusto isso aí", disse.

Vazamento
Odilon tentou se justificar na última terça-feira, e cobrou que o presidente da Câmara apure como o vídeo saiu da casa. Segundo o presidente, todo vereador tem direito a uma cópia da gravação do dia, mas ele ainda não sabe como o vídeo foi parar nas redes sociais.

Do G1 PA