Seguidores

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Delegados da PF protestam em Brasília

Em prol da autônoma, delegados da PF protestam em Brasília

Delegados sul-mato-grossenses da Polícia Federal durante ato de protesto em prol da aprovação da PEC da Autonomia (Foto: ADPF)

Em ação na Capital Federal (Brasília), intitulada ‘deixa a PF trabalhar’, delegados da Polícia Federal protestam contra a Procuradoria-Geral da República (PGR) que está dificultando a atuação da instituição nos inquéritos policiais da Operação Lava Jato, que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF). A manifestação, ocorrida na quarta-feira (06), exigiu ‘o respeito mútuo’ entre Ministério Público e a Polícia Federal para trabalhar em conjunto, como deseja a sociedade brasileira, além de que o Ministério da Justiça atue com a finalidade de garantir as prerrogativas constitucionais da PF.

A ação é mais uma em prol da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de número 412/2009, que dá a Polícia Federal a autonomia administrativa e financeira. Também chamada de ‘PEC da Autonomia‘, a proposta ganhou fôlego depois que deputados federais solicitaram que o tema entre na pauta do Plenário da Câmara. Para o presidente da Associação dos Delegados de Polícia Federal de Mato Grosso do Sul (ADPF/MS), José Antônio Simões de Oliveira Franco, a PF precisa de mais liberdade para trabalhar, mais orçamento, melhores condições de trabalho, mais pessoal e mais tecnologia.

Presidente da Associação dos Delegados de Polícia Federal de Mato Grosso do Sul (ADPF/MS), José Antônio Simões de Oliveira Franco Presidente da Associação dos Delegados de Polícia Federal de Mato Grosso do Sul (ADPF/MS), José Antônio Simões de Oliveira Franco

Franco explicou que o Ministério Público é contra a autonomia da Policia Federal, alegando que com isso a instituição ficaria desorganizada, o que, na visão do delegado sul-mato-grossense, não é verdade. “Com a aprovação da PEC, a PF poderá administrar seus recursos orçamentários e financeiros sem sofrer contingenciamentos ou intervenções de terceiro, beneficiando a todos os servidores, seja delegado ou agente policial”, declarou.

“Também propomos criar as delegacias especializadas no combate a corrupção, criação de varas no poder judiciário para apurar crimes de improbidade administrativa, corrupção com foro privilegiado, aumento de acordos internacionais para repatriação de dinheiro desviado, enfim, uma série de medidas que serão encaminhadas para o Congresso Nacional”, completou Franco.

Além das ações já realizadas no mês passado, a ADPF/MS prepara outros movimentos de protesto em prol da aprovação da PEC, como doação de sangue e adesivamento de veículos. “É importante que a sociedade saiba que, com a autonomia, a Polícia Federal poderá investigar melhor os escândalos de corrupção no país, aumentando o seu efetivo e assegurando os recursos necessários para a boa apuração”, finalizou.

Por:Andre Farinha O Liberdade