Seguidores

quinta-feira, 19 de março de 2015

Mais Progressenses são condeandos por crimes ambientais

MULTA SOMA R$: 60 MILHÕES
O  juiz federal Ilan Presser, que responde pela Justiça Federal em Itaituba, na região oeste do Pará, julgou na segunda-feira (16) um lote de 12 ações civis públicas (veja na íntegra as sentenças) ajuizadas pelo Ministério Público Federal com a finalidade de reparar danos ambientais. Todos os pedidos do MPF foram julgados procedentes e resultaram em condenações no valor total de R$ 59.039.117,27, além de correção monetária e juros.
Veja Lista dos condenados por crime ambiental

Edemar Luiz Zucchi
Local desmatado: Floresta Nacional do Jamanxim e na Floresta Nacional de Altamira
Multa: R$ 25.432.808,12
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

Alexandre Souto Andrade
Local desmatado: Novo Progresso
Multa: R$ 5.613.703,71
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

Arno Mário Bubans
Local desmatado: Novo Progresso
Multa: R$ 695.000,00
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

Sílvio Adriano Gonçalves Queiroz
Local desmatado: Novo Progresso
Multa: R$ 556.210,20
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

Stellamris Otenio
Local desmatado: Novo Progresso
Multa: R$ 4.236.647,39
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

Doralina Pereira Mazzeeto
Local desmatado: Novo Progresso
Multa: 3.702.730,00
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

Renato Nunes de Lima
Local desmatado: Novo Progresso
Multa: R$ 1.346.117,06
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

Tiago Mazzola
Local desmatado: Novo Progresso
Multa: R$ 827.992,88
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

José Ribeiro da Silva
Local desmatado: Novo Progresso
Multa: R$ 2.132.845,00
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

Claudionir Farias
Local desmatado: Novo Progresso
Multa: R$ 6.646.169,50
Multa: R$ 100 mil por danos materiais coletivos

Fonte: Justiça Federal