Seguidores

quinta-feira, 26 de março de 2015

Câmara instala CPI para investigar prefeito de Novo Progresso




Vereador Líder do Prefeito é escolhido para conduzir a CPI
 
(foto- Jornal Folha do Progresso)
Câmara Municipal de Novo Progresso  aprovou no última terça (24) a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias de possíveis irregularidades praticadas pelo prefeito Osvaldo Romanholi (PR)>.

O gestor progressense é acusado por ex–companheiro Luciano Goffi Mitelstet,  assessor direto do Vice-prefeito Dr. Joviano (PSL), os dois principais  articuladores da eleição do prefeito em 2012,  de prática de atos ilícitos em Dispensa de “Inexigibilidade de Licitação” ocorrida no atual mandato.

É parte da denuncia o Técnico em Informática Hélio Polezel Junior,
que desempenhou na Prefeitura Municipal de Novo Progresso serviços  sem licitação, a denuncia entende que para este serviço seria necessário  licitação... 

A  denuncia apresentada pelo desafeto do atual Prefeito , foi aprovado por 7 votos a 0. Votaram a favor da criação da CPI os vereadores; Macarrão, Eloido, Bueno, Chico Souza, Juarez Civieiro, Magno e Edemar Onetta, os vereadores Luizão e Nego do Bento estavam ausente.

A CPI  ficou formada com os seguintes Vereadores:

Presidente  Eloido Bertollo (PR)

Relator: Sebastião Bueno (PT)

Membro: Juarez Civieiro (PSDB)

A comissão tem um prazo de 90 dias para  promover a apuração dos fatos."