Seguidores

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Clima Tenso em Novo Progresso gera Insegurança para novos investidores



Invasões- insegurança geral 


A insatisfação com a forma que atuam os movimentos sociais em Novo Progresso  pode influenciar em futuros investimentos no município.
As pessoas radicalizam atitude tomada pelo movimento "Sem Teto", este acampamento deveria ser no prédio da prefeitura, o prefeito prometeu em campanha que construiria duas mil casas no primeiro ano de mandato, se eleito, após reafirmou compromisso e  tudo esta gravado em pronunciamento feito pelo alcaide em rádio comunitária local após a primeira invasão no decorrer de seu mandato.

"O movimento deveria exigir ações do executivo, até parece que atual  gestor esta cômodo com a situação, por baixo do pano esperando os acontecimentos, ao invés de ir ao encontro de uma solução..
A própria lei Municipal autoriza e existem recursos para o município adquirir de forma legal uma área para implantar o programa  “Minha Casa Minha Vida”.
 "É notório que o atual quadro jurídico leva ao desânimo e à falta de confiança e esperança." Da mesma forma que os integrantes do movimento Sem Teto e  os proprietários de áreas no município,  precisa contar com o prefeito na defesa das instituições. “Só o acatamento da ordem jurídica por todos os setores envolvidos será capaz de evitar um desenlace deplorável que já se pode antever”. "Tudo indica para uma reintegração de posse e como serão as consequências futuras”. O Município esta se preparado para isto?
Parece que o governo perdeu o controle da situação no que se refere às invasões de terras? Perdeu. O Romanholi se veste de pele de cordeiro , e a cada dia mais aliado se afasta , perdeu o controle. Fala de uma forma age de outra, em parte incentiva o desmando.
Como fará o prefeito  para retomar esse controle? Tem que dar demonstrações claras de ação e não de retórica. Até agora, vem falando que não vai deixar os movimentos  invadir propriedades , que a Constituição será cumprida e que não vai deixar acontecer atos ilegais. Fala, fala, libera recursos e depois volta a dizer que não vai permitir essa bagunça. Isso tem que acabar.
Fica parecendo para a opinião pública que a pressão do movimento Sem Teto tem sucesso, o que gera espaço para que tudo seja feito ao arrepio da lei.
Por que o setor detentor de propriedades  não faz pressão também?
Deveríamos, mas temos um sentimento cívico muito forte.
Talvez se fizéssemos um locaute (greve de proprietários), o prefeito entenderia a importância do direito da propriedade..
Como seria uma ação clara do governo no que se refere a terras? O governo tem que respeitar o direito de cada um, incentivar os investimentos no município, encontrar solução adquirindo de forma legal fazendo verdadeiros projetos para beneficiar sem prejudicar A ou B, fazer a política e não perseguir somente porque votou contra.
Não pode, por exemplo, repassar recursos a entidades que apóiem invasões. 
Tem que excluir das ações as perseguições a ironia, trazer de volta o respeito e a credibilidade para que novos investimentos em propriedades voltem acontecer em nosso Município e região.
Nem o Diabo fica em cima do muro, falar em Deus e agir como diz o capeta é atitude de um covarde..
Não pode desmoralizar  a Justiça ao não seguir o que diz a lei.