Seguidores

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Policia do Pará encerra caso envolvendo Jovem de Novo Progresso

Crimes são desvendados após morte de traficante em Tomé-Açu
O líder do tráfico conhecido como Charles, foi o mentor da mortes de Leandro K. Vargas, Joseane Noronha e Evalso Fagundes
 
 
Drogas encontradas com Liziane Weimer e arma usada pelo marido Charles (foto) na troca de tiros com a polícia. Foto: Fábio Will (ORM News)

A morte do líder da quadrilha responsável pelos assassinatos de três pessoas em Tomé-Açu e também na Alça Viária, no Acará, foi esclarecida nesta quinta-feira (20), pelos delegados da Divisão de Homicídios em Belém.  Os crimes foram detalhados na apresentação de Liziane Weimer, apresentada à imprensa em entrevista coletiva na Divisão de Homicídios. Ela era mulher de Charles, o líder da quadrilha de traficantes que atuava em Tomé-Açu. Charles foi morto ontem em troca de tiros com policias civis.
Ele foi o mentor das mortes dos jovens Leandro Kesting de Vargas e Joseane Noronha Santos. Leandro transportava entre 30 kg e 60 kg de drogas em um veículo na companhia de Joseane quando ambos foram mortos em Tomé-Açu. O traficante também tinha envolvimento no assassinato  de Evalso Fagundes da Silva e da tentativa de homicídio da mulher de Evalso, Luana de Cássia Castro e Silva. O crime aconteceu em um ramal da rodovia Alça Viária, nordeste paraense.

PROCURADO!!
Este é Jairo da Silva Holanda . (irmão de Charly da Silva Holanda


Segundo o delegado Marco Antônio de Oliveira, os crimes ocorreram depois de um negócio mal sucedido entre Charles, Leandro e Evalso. Leandro e Evalso tinham interceptado um avião no estado do Mato Grosso, que transportava grande quantidade de cocaína de fora do país. Parte dos lucros da droga seriam repassados à Charles, o que não ocorreu e motivou o planejamento das mortes dos dois.
A morte da jovem Joseane Noronha, que acompanhava Leandro em uma viagem a Belém foi 'de graça', de acordo com a polícia. Ela teria sido testemunha da morte de Leandro e por isso foi assassinada. Quatro pessoas participaram das execuções, entre elas o pistoleiro Rayfran das Neves, condenado pela morte da missionária americana Dorothy Stang em 2005.
Quatro pessoas participaram das execuções, entre elas o pistoleiro Rayfran das Neves, condenado pela morte da missionária americana Dorothy Stang em 2005.
 
Mulher de Charles sabia de tudo
Segundo a polícia, a esposa do traficante Charles, Liziane Weimer, de 26 anos, sabia de todo o envolvimento do companheiro com o tráfico e nos homicídios. 'Ela sabia de tudo e também traficava com ele no município. Ela foi presa em flagrante com três tabletes de pasta base de cocaína', contou o delegado Marco Antônio. A polícia apresentou a arma usada por Charles na troca de tiros com a polícia no distrito de Quatro Bocas, também em Tomé-Açu.
Liziane Weimer, esposa de Charles, acusado da morte de três pessoas. Foto: Fábio Will (ORM News)
De acordo com o delegado Marco Antônio, com o dinheiro das drogas Liziane e o companheiro adquiriram um caminhão por R$130 mil e um trator por R$25 mil. Com os equipamentos, eles extraíam toras de madeiras de forma ilegal em uma área quilombola em Quatro Bocas. A mulher responderá por tráfico de drogas e por crime ambiental.
Drogas encontradas com Liziane Weimer e arma usada pelo marido Charles (foto) na troca de tiros com a polícia. Foto: Fábio Will (ORM News)
Relembre os casos
Joseane e Leandro
 
No dia 5 de setembro deste ano Leandro Kesting de Vargas transportava drogas em uma pick up, acompanhado de Joseane Noronha. Os dois foram mortos, porém Joseane, não tinha envolvimento com o tráfico.
Já Evalso Fagundes da Silva foi morto com um tiro na cabeça no km 24 da rodovia no município do Acará. A esposa dele, Luana Cássia Castro e Silva, estava com ele no momento do crime e também foi baleada. Ela conseguiu sobreviver.
Por: Redação ORM News 
Leia Também: