Seguidores

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Lula- Ex-presidente participará de convenção em Belém

Luiz Inácio Lula da Silva
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será a grande atração política do período de convenções partidárias em Belém. Lula vem especialmente para a convenção do bloco encabeçado pelo PMDB/PT/DEM. Em Belém, o ex-presidente vai participar da festa de lançamento da candidatura de Helder Barbalho ao governo e de Paulo Rocha ao Senado.
O evento está marcado para a tarde do dia 30 em local ainda a ser definido. Faltando apenas dez dias para o fim de prazo das convenções partidárias, as principais chapas das disputas majoritárias estão praticamente fechadas. Pelo quadro atual, serão quatro os candidatos na disputa ao governo do Pará. 
O bloco encabeçado pelo PT/PMDB e DEM terá como candidato o peemedebista Helder Barbalho. Os tucanos apostam as fichas no atual governador Simão Jatene, que concorre à reeleição. Pelo PV, o nome na disputa será o do presidente da legenda, José Carlos Lima. O PSol colocou suas principais estrelas na disputa proporcional e decidiu apresentar para concorrer ao governo o desconhecido professor Marco Carrera.
Na chapa de Helder, o vice será o deputado federal pelo DEM, Joaquim de Lira Maia e o candidato ao senado será o petista Paulo Rocha. Simão Jatene terá como candidato a vice o deputado federal Zequinha Marinho, do PSC. O anúncio será feito hoje em evento no município de Xinguara. Esse quadro ainda pode ser alterado por conversas de última hora e por novos anúncios.
O PTB, do ex-prefeito de Belém Duciomar Costa, se mantém como a principal incógnita do pleito. Duciomar tem acenado com a possibilidade de concorrer ao governo, mas não estaria descartada uma tentativa de voltar ao Senado. Mesmo com boa parte dos acordos já costurada, a maioria dos partidos deixou para realizar as convenções nos últimos dias. São elas que oficializam as escolhas dos partidos que depois terão que fazer os registros das chapas junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
 O PSol vai realizar convenção no próximo dia 26, na sede da Câmara Municipal de Belém. No dia 27, serão realizadas as convenções do PV para sacramentar a candidatura de Lima e do PP que apresentará Gérson Peres como um dos candidatos a deputado federal. 
O PSB, que apoiará Simão Jatene, faz convenção no dia 28, no Hangar; e o PR que faz parte da aliança em torno de Helder Barbalho, faz convenção no dia 30 pela manhã para, à tarde, participar da grande festa que vai reunir onze partidos no lançamento oficial da chapa de oposição. Além de PT, PMDB, DEM e PR, a chapa em torno de Helder reúne PDT, Pros, PC do B, PHS, PSL, PTN e PPL. 
SENADO
O radialista Jefferson Lima deve mesmo disputar uma vaga ao Senado. A informação foi confirmada ontem pelo presidente do PP, Gérson Peres. O PP vai apoiar o governador Simão Jatene. Com a decisão de disputar a vaga ao Senado, a aliança encabeçada por Jatene terá pelo menos dois candidatos ao Senado. Como neste ano será renovado um terço da Casa, há apenas uma vaga em disputa, o que tem gerado atrito entre os aliados.
O candidato preferencial de Jatene para o Senado é o vice governador Helensilon Pontes. Essa preferência gerou um racha interno no PSDB já que o tucano Mário Couto que concorreria à reeleição desejava ter o apoio exclusivo dos aliados do partido e, principalmente, de Jatene. Sem esse apoio, Couto decidiu abrir mão da disputa ao Senado e promete bater chapa com Jatene na convenção para tentar ser o indicado pelos convencionais para a disputa ao governo.
Embora uma possibilidade de vitória de Couto seja apontada pelos tucanos como remota, o anúncio provoca desgastes. “É claro que ter mais de um candidato cria dificuldades porque só temos uma vaga em disputa, mas não somos nós que escolhemos os candidatos dos outros partidos”, diz o presidente do PSDB, senador Fernando Flexa Ribeiro.
(Diário do Pará)