Seguidores

sábado, 8 de março de 2014

Denúncia pede afastamento do prefeito de Novo Progresso

Câmara vai apreciar denúncia que pede abertura de processo de cassação de Osvaldo Romanholi (PR).

O prefeito Osvaldo Romanholi (PR) vive uma espécie de inferno astral no cenário político municipal.

Mais uma denúncia encaminhada à Câmara por eleitor devera ser apreciada na sessão legislativa da próxima terça-feira (11).
A denúncia foi protocolada na Câmara na sexta-feira, 7 de março, e deve ser lida em sessão ne terça-feira, 11, pelo presidente da Casa, Ubiraci Soares (PT). (Será transmitida pela Radio comunitária ao vivo as 19:00horas.)
No documento, sugere a abertura de um processo de cassação contra o prefeito de Novo Progresso, em base na Lei nº 8.666, de 23 de junho de 1993, estabelece normas para licitações e contratos nos três níveis de governo: federal, estadual e municipal. Visa a garantir a lisura do processo de aquisição de bens e serviços pela Administração Pública. Possui norma específica relacionada à questão do conflito de interesses, qual seja, a que proíbe o agente público de ser fornecedor de bens e serviços para o Estado, mediante contrato com empresa privada na qual tenha participação societária.
Enriquecimento ilícito entre outros estão na denuncia; que por fim, o texto pede que se instaure um processo administrativo na Câmara para investigar o caso  e afaste o prefeito Osvaldo Romanholi (PR) até apuração dos fatos.
O Processo envolve a filha do prefeito que atualmente ocupa o cargo de secretaria de ação social, (tudo em família)...
Mais informações sobre o assunto aqui no blog...