Seguidores

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Carnaval Nota Zero

Carnaval de Novo Progresso está nas mãos do prefeito

Pelo segundo ano consecutivo Prefeitura de Novo Progresso não investe no carnaval, as atrações será  pelas bandas da cidade e não tem premio para blocos.........
LEIA TAMBEM:26/02/2014 - Vereadores querem mais transparência no carnaval 2014

MUDANÇA JÁ:
Pelo Placar de 8 x 0, a decisão do prefeito Osvaldo Romanholi (PR),  em condicionar a realização do Carnaval de Novo Progresso foi questionada  pelos vereadores.

Na semana passada, o Poder Executivo divulgou que o evento deste anos será realizado em pavilhão fechado, extinguindo o Carnaval de Rua de Novo Progresso , por medidas de segurança.
 “Nos vinte e poucos  anos da história do Carnaval de Novo Progresso , a festa nunca dependeu de aprovação da Câmara para acontecer”, sempre houve um consenso entre as partes, foliões e políticos administradores.
No ano passado o Prefeito de Novo Progresso , não investiu uma arruela no carnaval alegando que estaria contendo despesas, e que a situação do município estava em calamidade deixado pela ex-prefeita.
Agora em 2014,  a cena se repete, o carnaval vai ser em parceria , os músicos da cidade  são responsável pela parte musical (animação) e outra parte cuida da copa e dos ingressos , no salão de festa da APRONOP. A diferença de 2013/2014 que não vai mais ser na orla do lago, e nem em rua, mas sim no club fechado.
Esta decisão revoltou os foliões que procuraram os vereadores, e deu no que deu na câmaraMunicipal ontem.
Um requerimento de autoria do Vereador Ubiraci Soares (PT), solicitando do executivo para rever a decisão e requer  a volta do carnaval na rua, foi aprovado por unanimidade entre os edis (8 x 0 ).
Fica aqui os parabéns a todos os vereadores, em especial aos vereadores da base aliada do prefeito , Luizão (PMDB),Magno (PROS)  Eloido (PR), estes  defendiam a ideia do prefeito e acabaram cedendo a pressão popular votando a favor do requerimento propondo o carnaval na rua.
Os Vereadores já fizeram sua parcela agora a decisão esta nas mãos do prefeito.