Seguidores

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Homem de 97 anos se casa com mulher de 90 e diz: “Nunca é tarde para amar”

Nunca é tarde demais para amar.
O casal sai sob pétalas da prefeitura de Wolverhampton,
 onde disseram sim no dia 12 (Foto Kirk Aldon/Divulgação)
 
Nem para dizer sim, garantiu ao blog o inglês Sid Ratcliffe, que se tornou o inglês mais velho a contrair matrimônio na última quinta. Ele tinha 97 anos enquanto subia ao altar com Iris Law, de 90, mas já alcançou os 98 ontem.
A história de amor nonagenária começou em 2001, quando os dois viúvos se conheceram no ponto de ônibus. “A gente vivia cada um de um lado da rua, pegávamos o mesmo ônibus, mas nunca nos víamos”, conta ele.
Bastou um olhar. “Foi amor à primeira vista. O Sid é tão engraçado e forte. É tudo o que eu gosto num homem”, diz Iris, que acaba de se mudar para o apartamento dele.
Não houve lua de mel. Até porque os dois já preencheram a cota de carimbos no passaporte: nos últimos anos foram a Maiorca, na Espanha, e Nova York, além de a retiros de fim de semana no próprio Reino Unido.
“Não viajamos porque nem sabíamos que íamos nos casar até dois meses atrás”, conta o aposentado, que pediu a mão da namorada “num rompante”. “Eu tinha medo de que a gente fosse velho demais e que a lei nem fosse permitir”, diz Ratcliffe. E permitiu.
“O casamento foi um dia lindo, do qual nunca me esquecerei”, diz Isis, que levou seus cinco filhos, nove netos e seis bisnetos para a cerimônia.
Os planos dos recém-casados, ela tem na ponta da língua: “Agora é só aproveitar cada dia e cuidar dele do mesmo jeito que ele vai cuidar de mim”. Felicidade (e todo tempo do mundo) aos noivos.
POR chicofelitti
Noivo97O casal sai sob pétalas da prefeitura de Wolverhampton, onde disseram sim no dia 12 (Foto Kirk Aldon/Divulgação)