Seguidores

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

O mal da política retrógrada de Novo Progresso

 "Tente Entender"
Dr. Joviano de mãos dadas com Secretario
 Denadai e prefeito Osvaldo Romanholi na pose
do Secretario de saúde.
O assunto ao qual irei me referir agora não será nenhuma novidade, mas vez ou outra é bom sermos repetitivos. Às vezes segue a máxima de que “água mole em pedra dura tanto bate até que fura”.

Ontem a noite em conversa com colega ex-vereador, doravante conhecedor dos problemas no inicio da cidade até os dias de hoje , mas longe das pretensões politicas, já aposentadas, quando ele fez a seguinte observação: “Adecio, uma das coisas que mais prejudica a nossa cidade é esse atraso na questão política. Veja, por exemplo, as situações em que se realiza uma obra ou uma proposta interessante e bom pra o município, por um governo, e o seu sucessor, quando oposição, simplesmente abandona aquele projeto. Isso pelo puro prazer de não dar continuidade à obra de um opositor”.
Realmente, e o colega está coberto de razão. Já apresentei por aqui e também na mídia escrita e falada de Novo Progresso  os absurdos que sempre ocorreram e já dei vários exemplos daquilo que deixou de ser feito por um futuro governante de nosso município. O amigo ainda citou os asfaltos feitos por ex-gestores   que está simplesmente abandonado, só tapam com terra e miguem recupera eles não são eternos, disse.
Não efetivar os concursados só porque foi realizado pela ex-prefeita Madalena Hoffman (PSDB), em querer retirar os feirantes, os quiosques do lago, essa pobreza de espírito e essa política retrógrada apenas prejudicam a população num todo.
Mas um dia, Nem, quem sabe, farão parte de nossa história políticos menos conservadores e estadistas, preocupados apenas em construir uma Novo Progresso  melhor e sem interesses de agradar este ou aquele grupo. Este dia chegará, com certeza.