Seguidores

segunda-feira, 15 de abril de 2013

REDE CELPA


Troca de 'olhões' pode sair do bolso do consumidor
Foto: Daniel Pinto/Diário do Pará

A partir do dia 13 de maio, a Celpa deve iniciar a substituição dos medidores de energia, conhecidos popularmente como “olhão”, pelas antigas caixas padrão de registro, porém, agora externas. A mudança terá um custo, que pode acabar sendo todo repassado para o consumidor, segundo denúncia realizada pelo deputado federal Wladimir Costa (PMDB-PA), em entrevista para uma rádio local.

As declarações do deputado ganharam espaço na
internet neste final de semana, sendo reproduzidas em blogs e comentadas nas redes sociais. Wladimir Costa afirma que, diante da troca dos medidores, é a população que estará arcando com custos da compra, instalação e manutenção do padrão de medição nas residências.


Segundo o deputado, a mudança acabaria com a
responsabilidade sobre os medidores, que hoje é 100% da Celpa, e, assim, a empresa economizaria passando esse custo para o consumidor.

O parlamentar afirma ainda que a medida da Celpa tem o aval da Arcon (Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará).

“Existem edifícios sendo construídos com todo sistema elétrico recém pronto, e que agora precisarão ser mudados, e às pressas, para que a Equatorial (empresa que comprou a Celpa por R$ 1,00) através da Celpa possa empurrar goela abaixo do povo paraense os seus fornecedores, sem questionamentos”, argumentou Wladimir.

OUTRO LADO

Contatada pelo DOL na noite deste domingo (14), a Celpa, por meio de sua assessoria de comunicação, confirmou, por telefone, que em breve haverá a troca dos “olhões” por registros. No entanto,
informou que enviará nota oficial na manhã desta segunda-feira (15) para maiores esclarecimentos com relação à denúncia.

(Antonio Santos/DOL)