Seguidores

sábado, 23 de março de 2013

NOVO PROGRESSO

Abandonado pelo governo, Conselho Tutelar pede socorro aos vereadores.

Revoltadas, as conselheiras tutelares de Novo Progresso/PA, atualmente sobre a presidência da Conselheira Tutelar Ceiça Pantoja, convocaram a imprensa no dia 22/03, para relatar a atual situação do Conselho.

Conselheiras: Ceiça, Carmem, Elielma e Carla

Ceiça apontou diversas inoperâncias no local de trabalho tais como: Falta de mesa, cadeiras, armários, tinta para impressora e até papéis.

Outra questão é o transporte, hoje, segundo a presidente, o conselho não tem um carro próprio para atenderem ocorrências e prestar todo o suporte necessário em assentamentos e bairros distantes. “O atual governo, não está nos dando o suporte necessário o qual precisamos e nos é de direito por lei” Diz Ceiça.

Ainda na questão do atendimento, Ceiça relatou a imprensa, que muitas das vazes, precisam pedir que a viatura da Policia Militar as levem para atender alguma denuncia. “Isso, não é obrigação da PM e sim do prefeito Osvaldo Romanholi que está com descaso e desvalorizando o Conselho Tutelar em Novo Progresso” Relata a Conselheira.
A falta de estrutura constatada por nossa reportagem referente ao Conselho Tutelar é enorme, o descaso está à vista de todos, nem um telefone celular próprio do conselho eles tem, segurança e salas reservadas para atendimentos muito menos, móveis caído aos pedaços e tudo que não poderia estar acontecendo acontece no Conselho Tutelar devido à falta interesse do atual governo Sr. Osvaldo Romaholi. Diz Ceiça.
Os conselheiros pedem “socorro” aos nobres vereadores para que, tomem uma atitude definitiva e consistente quanto a esse descaso, “eles, os vereadores, são nossa última esperança, se não formos atendidas (os), não sabemos como dar continuidade aos nossos trabalhos, e não são poucos”! Finaliza a presidente do Conselho Tutelar de Novo Progresso.


Móveis em condições precárias
 

Sem a minima condições de atendimento as ocorrencias diárias
 


Sala sem Ar condicionado e sem a minima segurança aos conselheiros
 
Mesa de Atendimento
 
Local onde são guardados documentos (todos sem portas e caindo)


Na denuncia á imprensa local, estavam presentes:


Conselheira Ceiça Pantoja

Conselheira Carmem Rottoli

Conselheira Carla Naudiane

Conselheira Elielma Batista


Jornal O Atual / Reginaldo Ribeiro