Seguidores

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Reviravolta política "ColÓ"...

Prefeito, a mulher e servidor foram mortos por caçador vingativo
Jaques Wagner acompanhou velório de prefeito e primeira-dama.
 
O autor do massacre de Jussiape, Claudionor Galvão de Oliveira, o Colon, 43 anos, saiu de casa na manhã de sábado sabendo exatamente o que ia fazer. Conforme acreditam os amigos e testemunhas, o ataque de fúria foi planejado. Saiu de casa com uma espingarda nas mãos, um revólver calibre 38 na cintura e munição amarrada ao pescoço, pronto para não mais voltar.
O motivo de toda a discórdia gira em torno da concessão de um quiosque público, onde Colon mantinha um bar. Ele teve o direito de explorar o local adquirido em 2009, quando Vagner Neves Freitas, amigo pessoal, era prefeito. Após a cassação do aliado em 2010, naquele mesmo ano quem assumiu foi Procópio Alencar, que logo achou problemas na licitação e resolveu cancelar o contrato uso do ponto. Na eleição deste ano, Vagner estava inelegível, mas colocou na disputa sua mulher, Vânia Novais, que recebeu apoio de Colon. Ela foi derrotada.
Seu primeiro alvo foi o diretor da Embasa, Oderlange Pereira Novaes, 46 anos, que tomava uma cerveja em um bar, na praça da cidade. Entrou no local por uma porta lateral, avisou ao proprietário que a dívida que tinha a receber, fosse paga a uma prima, ficou diante da vítima e desferiu o tiro de espingarda à queima-roupa. Na cabeça, sem chances de defesa.Continue lendo AQUI