Seguidores

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

FICHA LIMPA

Judiciário não consolida sozinho Ficha Limpa, diz presidente do TSE
No comando de 5.566 diferentes eleições nos municípios brasileiros, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia, disse ao G1, no dia seguinte à escolha de prefeitos e vereadores, que caberá aos eleitores consolidar a Lei da Ficha Limpa no pleito de 2014. Para a chefe da Justiça Eleitoral, “o Judiciário não é capaz” de evitar que a nova legislação caia em desuso e venha a ter “interpretações mais flexíveis”.
“Lei, no Brasil, para se consolidar e se manter, depende da cidadania, exclusivamente. Essa lei [Ficha Limpa], se não houver uma fiscalização direta do cidadão – o Judiciário não é capaz de fazer isso –, pode, sim, ter algum retrocesso no sentido de não ser plenamente aplicada, de ter interpretações mais flexíveis”, enfatizou a magistrada.Retirado do G1